Crochetagem

A crochetagem (palavra derivada do francês, que significa gancho) ou diafribólise percutânea, é um método de auxílio ao tratamento de dores mecânicas do aparelho locomotor, causado por aderências e nódulos sensíveis na fácia (membrana que cobre o músculo) ou no próprio músculo. As aderências impedem o livre movimento entre os músculos, causando irritação neste local, estendendo aos tendões, ligamentos e até nervos.
A crochetagem realiza a destruição destes processos através da mobilização dos ganchos (agulhas de crochetagem) colocados sobre a pele mobilizando- a.
É uma técnica que auxilia a fisioterapia convencional e manipulativa. Só pode aplicar esta técnica quem tem curso de aprimoramento para ela, pois uma manobra errada, pode traumatizar mais o tecido “lesado” e aumentar a aderência e conseqüentemente a inflamação e dor.
Ela tem uma grande vantagem, que é a rapidez de resultados quando bem indicada e realizada. Sua indicação é para: dores causadas por traumas e inflamações do sistema músculo- esquelético em geral, limitação do movimento articular, fibrose cicatricial traumática ou cirúrgica (como no caso das ortopédicas, de mastectomia e cirurgias cardíacas), doenças inflamatórias como tendinites, periartrites, periostites, fibromialgia, cervicalgias e lombalgias.
É contra-indicado para: maus estados cutâneos (pele muito finas, ressecadas, com aspecto de “papel de seda” como no caso dos idosos), fragilidade capilar, criança, quem apresenta tensão por medo da técnica, piora do quadro de dor ao uso da técnica e fisioterapeutas que não possua familiaridade com o método.
Selmara Rodrigues Lima de Souza
Fisioterapeuta Especialista e professora em reabilitação de amputados, confecção de órteses estáticas e Crochetagem
Anúncios

Sobre Marcio Higa

Pós-graduado em Telecomunicações, Bacharel em Ciência da Computação e Técnico em Mecânica. Está terapeuta há 10 anos, com formação em Reflexologia(Podal e Auricular) pelo IOR, Crochetagem(Técnica de Fisioterapia Manual) e Manobras Articulares(Quiropraxia e Osteopatia) pela ABCroch, e Psicoterapia Reencarnacionista, na qual é Ministrante, Palestrante e Coordenador Nacional e de SP dos Grupos de RAD(Regressão À Distância) da ABPR. É fundador e proprietário do Instituto Sofia Higa, em São Paulo-SP, na Vila Prudente.
Esse post foi publicado em Saúde e Bem-Estar. Bookmark o link permanente.