Perseverança ou Teimosia?

downloadParecem definições idênticas, mas existe uma diferença que nem todos percebem; o resultado. Ser teimoso é persistir nos mesmos erros, em algo que não funciona, que não nos satisfaz. É resistir à verdade e cultivar a ilusão, continuar a fazer algo que não nos condiz. Quando uma pessoa nos procura no consultório e pergunta o porquê de sua infelicidade, costumamos lhe questionar: “Existe aí uma teimosia de sua parte que se recusa em mudar, em se desapegar de uma ilusão”. O grande mestre Jesus costumava dizer: “A verdade vos libertará”. O contrário, a ilusão (mentira, ignorância, teimosia), nos aprisiona, gera dor e sofrimento. É comum uma pessoa teimosa não admitir que é teimosa e que está, portanto, iludida. Ela não se julga teimosa, mas alega categoricamente que é persistente, perseverante, determinada. Certa vez um burro que estava sendo conduzido por uma estrada conseguiu se soltar de seu condutor e saiu correndo o mais depressa que pôde, na direção de um precipício.  Já ia caindo quando seu condutor chegou correndo e conseguiu segurar seu rabo. Começou a puxar o burro pelo rabo com toda a força, tentando levar o animal para um lugar seguro. O burro, porém, aborrecido com a interferência, fazia força na direção oposta, e o homem acabou sendo obrigado a largá-lo. – Bom, Jack – disse o condutor -, se você quer dar as ordens, não posso impedi-lo. Moral da história: Os teimosos devem seguir seus caminhos. Perseverança revela firmeza de propósitos, já a teimosia é indício de um caráter arrogante e prepotente. Muitas vezes, a nossa arrogância nos faz cegos… Quantas vezes criticamos a ação dos outros, exigimos mudanças de comportamento nas pessoas que nos rodeiam quando, na verdade, nós é que deveríamos mudar nosso rumo? Defender um ponto de vista e ser perseverante é louvável, mas isso não implica necessariamente em ser inflexível e teimoso. Segundo William Shakespeare, “Ser flexível não significa ser fraco ou não ter personalidade, pois não importa o quão delicada e frágil seja uma situação, sempre existem dois lados”.

Anúncios

Sobre Marcio Higa

Pós-graduado em Telecomunicações, Bacharel em Ciência da Computação e Técnico em Mecânica. Está terapeuta há 10 anos, com formação em Reflexologia(Podal e Auricular) pelo IOR, Crochetagem(Técnica de Fisioterapia Manual) e Manobras Articulares(Quiropraxia e Osteopatia) pela ABCroch, e Psicoterapia Reencarnacionista, na qual é Ministrante, Palestrante e Coordenador Nacional e de SP dos Grupos de RAD(Regressão À Distância) da ABPR. É fundador e proprietário do Instituto Sofia Higa, em São Paulo-SP, na Vila Prudente.
Esse post foi publicado em Consciência e Poder. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Perseverança ou Teimosia?

  1. Andrea disse:

    Muito bem colocado, podemos fazer uma reflexão, quanto a teimosia e perseverança, muito produtivo, abraço e uma ótima semana Marcio

  2. diante desse conteúdo , muito bem analisado , temos que nos observar pra concluir nossos atos, teimosos ou perseverantes ?
    muito bom Marcio , obrigada !
    Dulce

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s