Dia do Perdão

ivesotaNo próximo dia 30 de agosto será celebrado, na cidade de São Paulo, o *Dia Municipal do Perdão, instituída pelo vereador Masataka Ota, em homenagem ao filho Ives Ota, sequestrado e assassinado com 08 anos de idade, em 30/08/1997, pelos seus próprios seguranças da loja. Este episódio causou muita indignação e revolta da população. Imaginem só no caso deste pai, o que se passou na vida deste homem. Mas por incrível que pareça, este cidadão nos deu o maior exemplo de fidelidade ao legado de Jesus, que é o perdão. Segundo ele, a paz e a libertação só foi adquirida a partir do momento em que resolveu perdoar os assassinos. Até então, a única idéia que vinha a cabeça era apenas de vingança e ódio. Conta-nos em uma de suas entrevistas, que um certo dia, veio-lhe uma intuição em que deveria perdoar os 02 bandidos. Resolveu então visitá-los na penitenciária, e somente um deles teve a coragem de recebê-lo. Disse que explicou o motivo de sua visita, e que o assassino chorava aos prantos, não acreditando no que estava ocorrendo, tamanha surpresa, pois achava que não merecia o perdão devido a crueldade de seu ato. Por muitas vezes deixamos de perdoar tantas coisas banais onde o nosso EGO predomina, em que é mais importante termos razão do que sermos felizes. Aquela discussão no trânsito, um pequeno atrito com uma pessoa de nosso convívio, um “esbarrão” com alguém na calçada, enfim, várias “picuinhas” em que não temos a capacidade de deixar pra lá, e o vereador Masataka Ota nos sensibilizou com esta data divina, levando-nos a reflexão do que realmente é importante nesta nossa passagem aqui na Terra, parabéns!

*PROJETO DE LEI 35/13

do Vereador Ota (PSB)

“Institui o Dia Municipal do Perdão e o inclui no Calendário Oficial de Datas e Eventos do Município de São Paulo, e dá outras providências.

A CÂMARA MUNICIPAL DE SÃO PAULO decreta:

Art.1º – Fica instituído, no âmbito do Município de São Paulo, o Dia do Perdão a ser comemorado no dia 30 do mês de Agosto de cada ano.

Art. 2º – A Data Comemorativa ora instituída passará a constar do Calendário Oficial de Datas e Eventos do Município.

Art. 3º – O Poder Público poderá, inclusive em parceria com ONG’s e a sociedade civil, organizar e promover eventos e palestras, objetivando a reflexão e divulgação sobre o tema.

Art. 4º – O Poder Executivo regulamentará esta lei no prazo de 90 (noventa) dias, a contar de sua publicação.

Art. 5º – As despesas decorrentes da execução desta lei correrão por conta de dotações orçamentarias próprias, suplementadas se necessário.

Art. 6º – Esta lei entrará em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Sala das Sessões, às Comissões competentes.”

“JUSTIFICATIVA

Em tempos em que a violência desmedida vem atingindo a nossa sociedade, em especial nas grandes metrópoles, e até mesmo a ocorrência de desavenças familiares e nos relacionamentos em geral, se faz necessário criar mecanismos de ajuda àqueles que sofrem com tais situações.

A presente proposta pretende criar um marco onde se reflita e até mesmo haja um efetivo trabalho em nível emocional e espiritual que auxilie as vítimas de violência de qualquer espécie, bem como aqueles que de alguma forma se veem envolvidos em situações de conflito.

Visa-se trazer à luz a necessidade do perdão como instrumento de paz para a alma dos que são atingidos por qualquer forma de violência, ou mesmo para as pessoas que se encontram envolvidas em porfias e dificuldades de relacionamento.

Como escrevi em meu livro “A Vida do Ives Ota – O Mensageiro da Paz”: Aquele que aparece em nossa vida, cujo o convívio é difícil, é nosso professor na matéria chamada perdão, quando perdoamos fazemos pontos com Deus. Esse é o modo correto de viver, pois o caminho que nos leva a Deus é através do perdão, assim como o ensinamento de Jesus Cristo, que consta na Bíblia: ‘devemos perdoar 70×7’, isto é, infinitamente. (…) O ódio é um sentimento que destrói e corrói as pessoas, como uma folha de papel que jogamos na fogueira e vira cinzas. Mas o perdão, ao contrário, tem a finalidade de dar força, extrair a capacidade e dar coragem para renovar, O verdadeiro perdão manifesta o amor puro, como Jesus deixou no seguinte ensinamento ‘Amai-vos uns aos outros, como eu vos amei’.

Creio, sinceramente, que a instituição da data em apreço servirá para conforto e ajuda muitos, motivo pelo qual conto com a anuência de meus nobres pares na sua aprovação.”

 

Anúncios

Sobre Marcio Higa

Pós-graduado em Telecomunicações, Bacharel em Ciência da Computação e Técnico em Mecânica. Está terapeuta há 10 anos, com formação em Reflexologia(Podal e Auricular) pelo IOR, Crochetagem(Técnica de Fisioterapia Manual) e Manobras Articulares(Quiropraxia e Osteopatia) pela ABCroch, e Psicoterapia Reencarnacionista, na qual é Ministrante, Palestrante e Coordenador Nacional e de SP dos Grupos de RAD(Regressão À Distância) da ABPR. É fundador e proprietário do Instituto Sofia Higa, em São Paulo-SP, na Vila Prudente.
Esse post foi publicado em Consciência e Poder. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Dia do Perdão

  1. Marcio Higa disse:

    Republicou isso em Marcio Higa.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s